Você sabe quais são os alimentos funcionais e seus benefícios?

59

Você sabe quais são os alimentos funcionais e seus benefícios?

59 visualizações

Os alimentos funcionais são ingredientes e alimentos com benefícios à saúde, além de suas propriedades nutricionais. Frutas, legumes e cereais são os principais exemplos, mas existem outras opções que também podem compor uma alimentação equilibrada, hábito importante para a promoção da saúde e diminuição de riscos de algumas doenças crônicas.   

Apesar de não curarem doenças, alguns alimentos apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco do desenvolvimento de doenças. 

Normalmente, esses alimentos já são consumidos na alimentação habitual. Mas, para que possamos usufruir plenamente seus benefícios, é necessário que o consumo seja regular. Frutas, legumes e cereais integrais, por exemplo, possuem grande parte das substâncias funcionais e, por isso, devem ser consumidos diariamente. Outra dica importante é substituir em parte a ingestão de carne de vaca, embutidos e outros produtos à base de carne vermelha pela soja e seus derivados. Alguns exemplos são: bebidas com proteína isolada da soja, o queijo de soja ou tofu, a pasta de soja (conhecida como missô), ou por peixes ricos em ômega 3. 

Você sabia que alimentos industrializados podem desempenhar atividade funcional, pois durante o processo de industrialização são acrescidos de compostos bioativos e com propriedades funcionais? Eles não substituem o consumo de alimentos in natura, como legumes e frutas, mas, quando consumidos regularmente, podem trazer resultados benéficos na prevenção de doenças. 

Grande parte do recente adoecimento da população mundial está relacionado ao estilo de vida adotado, envolvendo principalmente maus hábitos alimentares, sedentarismo e estresse. Esses são fatores de risco considerados modificáveis, dependendo apenas do indivíduo ações que proporcionarão grandes benefícios.  

Conheça abaixo uma lista de alimentos funcionais e seus benefícios: 

Abacate (betasistosterol) Rico em vitaminas E e C, potentes antioxidantes, promove a saúde dos dentes e gengivas e protege os tecidos do corpo dos radicais livres. Seus fitonutrientes reduzem o colesterol sanguíneo. 
Alho e cebola (alicina e compostos derivados) Muitos compostos desses alimentos exercem atividades que estimulam a função imunológica e favorecem a redução do colesterol “ruim”. 
Chá verde (compostos fenólicos) Tem ação antioxidante, que reduz o risco de doenças oncológicas (particularmente o de estômago) e doenças cardíacas, impedindo a formação e desenvolvimento de tumores, e ajuda a diminuir a gordura abdominal. 
Couves, brócolis, repolho e nabo, entre outros vegetais crucíferos (glicosinolatos) Previnem doenças oncológicas e doenças cardiovasculares por sua ação antioxidante nas células. Ricos em fibras, ajudam no funcionamento do intestino. 
Aveia, trigo e arroz integral, entre outras fibras (glucanas) Resistentes à quebra pelas enzimas que atuam na digestão, promovem a sensação de saciedade e retarda a absorção de carboidratos, açúcar e gordura. também reduzem o risco de doenças oncológicas, particularmente do trato alimentar (colorretal e gástrico). 
Leites fermentados (probióticos) Previnem o câncer intestinal e colorretal e participam do controle da glicemia. Colaboram com o funcionamento e o equilíbrio dos organismos benéficos da flora intestinal. 
Peixes e óleos vegetais (ômega 3) Reduzem as concentrações de colesterol sanguíneo e o risco de doenças cardiovasculares e da maior parte das doenças crônicas não transmissíveis (hipertensão, diabetes, etc). 
Pimenta (capsaicinóides) São boas fontes de antioxidantes e podem atuar como anticoagulantes, prevenindo a formação de coágulos que causam ataques cardíacos ou derrames cerebrais. 
Soja e derivados (isoflavona) Reduzem a frequência e intensidade dos sintomas da menopausa, previne osteoporose, protegem contra doenças oncológicas (principalmente mama e próstata) e doenças cardíacas, diminui o colesterol ” ruim” e combatem os radicais livres. 
Tomate vermelho, amora e goiaba vermelha (carotenóide licopeno) Protegem contra o câncer de próstata e doenças cardiovasculares e neutralizam os radicais livres. 

Adote uma alimentação balanceada e consulte um profissional de nutrição para um planejamento específico de acordo com sua saúde e sua rotina!  

FONTE:  

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)  

Conselho Federal de Nutricionistas 

Os alimentos funcionais são ingredientes e alimentos com benefícios à saúde, além de suas propriedades nutricionais. Frutas, legumes e cereais são os principais exemplos, mas existem outras opções que também podem compor uma alimentação equilibrada, hábito importante para a promoção da saúde e diminuição de riscos de algumas doenças crônicas.   

Apesar de não curarem doenças, alguns alimentos apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco do desenvolvimento de doenças. 

Normalmente, esses alimentos já são consumidos na alimentação habitual. Mas, para que possamos usufruir plenamente seus benefícios, é necessário que o consumo seja regular. Frutas, legumes e cereais integrais, por exemplo, possuem grande parte das substâncias funcionais e, por isso, devem ser consumidos diariamente. Outra dica importante é substituir em parte a ingestão de carne de vaca, embutidos e outros produtos à base de carne vermelha pela soja e seus derivados. Alguns exemplos são: bebidas com proteína isolada da soja, o queijo de soja ou tofu, a pasta de soja (conhecida como missô), ou por peixes ricos em ômega 3. 

Você sabia que alimentos industrializados podem desempenhar atividade funcional, pois durante o processo de industrialização são acrescidos de compostos bioativos e com propriedades funcionais? Eles não substituem o consumo de alimentos in natura, como legumes e frutas, mas, quando consumidos regularmente, podem trazer resultados benéficos na prevenção de doenças. 

Grande parte do recente adoecimento da população mundial está relacionado ao estilo de vida adotado, envolvendo principalmente maus hábitos alimentares, sedentarismo e estresse. Esses são fatores de risco considerados modificáveis, dependendo apenas do indivíduo ações que proporcionarão grandes benefícios.  

Conheça abaixo uma lista de alimentos funcionais e seus benefícios: 

Abacate (betasistosterol) Rico em vitaminas E e C, potentes antioxidantes, promove a saúde dos dentes e gengivas e protege os tecidos do corpo dos radicais livres. Seus fitonutrientes reduzem o colesterol sanguíneo. 
Alho e cebola (alicina e compostos derivados) Muitos compostos desses alimentos exercem atividades que estimulam a função imunológica e favorecem a redução do colesterol “ruim”. 
Chá verde (compostos fenólicos) Tem ação antioxidante, que reduz o risco de doenças oncológicas (particularmente o de estômago) e doenças cardíacas, impedindo a formação e desenvolvimento de tumores, e ajuda a diminuir a gordura abdominal. 
Couves, brócolis, repolho e nabo, entre outros vegetais crucíferos (glicosinolatos) Previnem doenças oncológicas e doenças cardiovasculares por sua ação antioxidante nas células. Ricos em fibras, ajudam no funcionamento do intestino. 
Aveia, trigo e arroz integral, entre outras fibras (glucanas) Resistentes à quebra pelas enzimas que atuam na digestão, promovem a sensação de saciedade e retarda a absorção de carboidratos, açúcar e gordura. também reduzem o risco de doenças oncológicas, particularmente do trato alimentar (colorretal e gástrico). 
Leites fermentados (probióticos) Previnem o câncer intestinal e colorretal e participam do controle da glicemia. Colaboram com o funcionamento e o equilíbrio dos organismos benéficos da flora intestinal. 
Peixes e óleos vegetais (ômega 3) Reduzem as concentrações de colesterol sanguíneo e o risco de doenças cardiovasculares e da maior parte das doenças crônicas não transmissíveis (hipertensão, diabetes, etc). 
Pimenta (capsaicinóides) São boas fontes de antioxidantes e podem atuar como anticoagulantes, prevenindo a formação de coágulos que causam ataques cardíacos ou derrames cerebrais. 
Soja e derivados (isoflavona) Reduzem a frequência e intensidade dos sintomas da menopausa, previne osteoporose, protegem contra doenças oncológicas (principalmente mama e próstata) e doenças cardíacas, diminui o colesterol ” ruim” e combatem os radicais livres. 
Tomate vermelho, amora e goiaba vermelha (carotenóide licopeno) Protegem contra o câncer de próstata e doenças cardiovasculares e neutralizam os radicais livres. 

Adote uma alimentação balanceada e consulte um profissional de nutrição para um planejamento específico de acordo com sua saúde e sua rotina!  

FONTE:  

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)  

Conselho Federal de Nutricionistas 

Últimas Publicações

Veja Nossos Vídeos

O De Bem com a Vida é um portal dedicado a reunir e disseminar boas práticas para saúde, bem-estar e qualidade de vida. Por meio de cartilhas e conteúdo, a plataforma traz informações atualizadas sobre o setor – notícias, legislação, dicas e muito mais. Além de agregar os insights e novidades em alta, o portal é atualizado mensalmente com campanhas de saúde e conscientização. O objetivo é compartilhar conhecimento de forma clara e didática e contribuir para a educação da população.

Inscreva-se
e receba novos conteúdos

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies