Um sorriso saudável e bonito vai muito além da estética!  

Problemas na gengiva? Saiba como prevenir. 

4

Um sorriso saudável e bonito vai muito além da estética!  

Problemas na gengiva? Saiba como prevenir. 

4 visualizações

Um dos principais pontos que pode afetar a saúde bucal são os problemas periodontais, que podem atingir pessoas de qualquer idade ou gênero.  

Uma forma eficaz de identificar esses problemas, é prestando atenção à aparência da mucosa, já que ela oferece dicas valiosas sobre sua saúde bucal. Essas pistas direcionam para um diagnóstico mais preciso e um tratamento mais adequado.  

Como podemos garantir a saúde de nossas gengivas? Quais são os sinais e alterações que podem apontar para problemas? Essas questões serão abordadas neste material.  

Como surgem as doenças nas gengivas?   

Normalmente as doenças periodontais iniciam-se por má higienização. Isso leva ao acúmulo de placa bacteriana que, se não for removido com a ajuda de escova, pasta de dente e fio dental, se torna resistente e se transforma em tártaro. A partir desse ponto, uma situação pode progredir para:  

  • Gengivite;  
  • Periodontite;  
  • Retração gengival; 
  • Gengivite ulcerativa necrosante aguda.  

  

Das quatro doenças citadas acima, a gengivite e a periodontite são as mais comuns.  

Gengivite  

A placa bacteriana acumulada ao redor e entre os dentes é a maior causadora da gengivite e ocorre pela má higienização. Com o passar do tempo, as bactérias ali presentes se transformam em colônias, que resultam na formação do tártaro.  

O problema pode ser facilmente identificado, basta observar se as gengivas estão inchadas, vermelhas, sensíveis ou se sangram durante a escovação e limpeza com o fio dental.  

Não apenas a higiene bucal incorreta, como também o consumo de algumas medicações, alimentos ricos em açúcar, gestação, tabaco, álcool, diabetes e estresse contribuem na manifestação da gengivite. 

Periodontite  

Mau hálito, dentes amolecidos, inchaço, vermelhidão da gengiva, sangramentos durante a alimentação e limpeza, retração gengival, presença de pus, alteração do paladar e gengiva inflamada são alguns dos sintomas.   

Caso o estágio inicial que é a gengivite, não seja tratado, o quadro de saúde pode evoluir para periodontite que é a inflamação dos ligamentos que sustentam e retém os dentes. Essa doença pode ser tratada, porém pode resultar em problemas irreversíveis, trazendo enormes prejuízos à saúde bucal.   

Além da gengiva, os ligamentos periodontais e os ossos também são afetados. A gengiva, por sua vez, começa a se separar dos dentes, abrindo cavidades perfeitas para as bactérias se multiplicarem cada vez mais. Caso o cenário evolua, pode ocorrer a perda dos dentes. Quando a periodontite já está avançada, as bactérias estão fora de controle, os ligamentos estão deteriorados, e não conseguem sustentar os dentes.  

Fatores de risco  

Além da higiene precária, outros fatores aumentam a probabilidade de gengivite e periodontite:  

  • Fumo;  
  • Medicamentos como antidepressivos, anti-histamínicos, anti-hipertensivos, antipsicóticos e sedativos;  
  • Obesidade;  
  • Alterações hormonais;  
  • Doenças como diabetes, AIDS, psoríase, lúpus e esclerose múltipla;  
  • Consumo de bebidas alcoólicas.  

  

Tratamento  

O tratamento varia conforme o caso, podendo envolver a utilização de medicamentos, como antibióticos e anti-inflamatórios. Os processos de raspagem e limpeza são fundamentais, com o objetivo de retirar a placa ou o tártaro. Procure o dentista, ele irá orientar qual o melhor tratamento para o seu caso. 

Como prevenir? 

A melhor maneira é realizar uma boa higiene bucal. A escovação deve ser feita no mínimo três vezes ao dia, sempre após as principais refeições. O fio dental deve ser utilizado ao menos uma vez ao dia, de preferência antes de dormir. Além de bons hábitos de saúde, é fundamental a redução de consumo de bebidas alcóolicas, refrigerantes, alimentos ricos em açúcar e o fumo.   

Manter uma higiene bucal adequada, estar atento aos sinais de problemas gengivais e manter consultas periódicas com o dentista, são ações essenciais para prevenir complicações e garantir um sorriso saudável.  

Cuidar da sua saúde bucal é investir no seu sorriso e na sua qualidade de vida.  

Um dos principais pontos que pode afetar a saúde bucal são os problemas periodontais, que podem atingir pessoas de qualquer idade ou gênero.  

Uma forma eficaz de identificar esses problemas, é prestando atenção à aparência da mucosa, já que ela oferece dicas valiosas sobre sua saúde bucal. Essas pistas direcionam para um diagnóstico mais preciso e um tratamento mais adequado.  

Como podemos garantir a saúde de nossas gengivas? Quais são os sinais e alterações que podem apontar para problemas? Essas questões serão abordadas neste material.  

Como surgem as doenças nas gengivas?   

Normalmente as doenças periodontais iniciam-se por má higienização. Isso leva ao acúmulo de placa bacteriana que, se não for removido com a ajuda de escova, pasta de dente e fio dental, se torna resistente e se transforma em tártaro. A partir desse ponto, uma situação pode progredir para:  

  • Gengivite;  
  • Periodontite;  
  • Retração gengival; 
  • Gengivite ulcerativa necrosante aguda.  

  

Das quatro doenças citadas acima, a gengivite e a periodontite são as mais comuns.  

Gengivite  

A placa bacteriana acumulada ao redor e entre os dentes é a maior causadora da gengivite e ocorre pela má higienização. Com o passar do tempo, as bactérias ali presentes se transformam em colônias, que resultam na formação do tártaro.  

O problema pode ser facilmente identificado, basta observar se as gengivas estão inchadas, vermelhas, sensíveis ou se sangram durante a escovação e limpeza com o fio dental.  

Não apenas a higiene bucal incorreta, como também o consumo de algumas medicações, alimentos ricos em açúcar, gestação, tabaco, álcool, diabetes e estresse contribuem na manifestação da gengivite. 

Periodontite  

Mau hálito, dentes amolecidos, inchaço, vermelhidão da gengiva, sangramentos durante a alimentação e limpeza, retração gengival, presença de pus, alteração do paladar e gengiva inflamada são alguns dos sintomas.   

Caso o estágio inicial que é a gengivite, não seja tratado, o quadro de saúde pode evoluir para periodontite que é a inflamação dos ligamentos que sustentam e retém os dentes. Essa doença pode ser tratada, porém pode resultar em problemas irreversíveis, trazendo enormes prejuízos à saúde bucal.   

Além da gengiva, os ligamentos periodontais e os ossos também são afetados. A gengiva, por sua vez, começa a se separar dos dentes, abrindo cavidades perfeitas para as bactérias se multiplicarem cada vez mais. Caso o cenário evolua, pode ocorrer a perda dos dentes. Quando a periodontite já está avançada, as bactérias estão fora de controle, os ligamentos estão deteriorados, e não conseguem sustentar os dentes.  

Fatores de risco  

Além da higiene precária, outros fatores aumentam a probabilidade de gengivite e periodontite:  

  • Fumo;  
  • Medicamentos como antidepressivos, anti-histamínicos, anti-hipertensivos, antipsicóticos e sedativos;  
  • Obesidade;  
  • Alterações hormonais;  
  • Doenças como diabetes, AIDS, psoríase, lúpus e esclerose múltipla;  
  • Consumo de bebidas alcoólicas.  

  

Tratamento  

O tratamento varia conforme o caso, podendo envolver a utilização de medicamentos, como antibióticos e anti-inflamatórios. Os processos de raspagem e limpeza são fundamentais, com o objetivo de retirar a placa ou o tártaro. Procure o dentista, ele irá orientar qual o melhor tratamento para o seu caso. 

Como prevenir? 

A melhor maneira é realizar uma boa higiene bucal. A escovação deve ser feita no mínimo três vezes ao dia, sempre após as principais refeições. O fio dental deve ser utilizado ao menos uma vez ao dia, de preferência antes de dormir. Além de bons hábitos de saúde, é fundamental a redução de consumo de bebidas alcóolicas, refrigerantes, alimentos ricos em açúcar e o fumo.   

Manter uma higiene bucal adequada, estar atento aos sinais de problemas gengivais e manter consultas periódicas com o dentista, são ações essenciais para prevenir complicações e garantir um sorriso saudável.  

Cuidar da sua saúde bucal é investir no seu sorriso e na sua qualidade de vida.  

Últimas Publicações

Veja Nossos Vídeos

O De Bem com a Vida é um portal dedicado a reunir e disseminar boas práticas para saúde, bem-estar e qualidade de vida. Por meio de cartilhas e conteúdo, a plataforma traz informações atualizadas sobre o setor – notícias, legislação, dicas e muito mais. Além de agregar os insights e novidades em alta, o portal é atualizado mensalmente com campanhas de saúde e conscientização. O objetivo é compartilhar conhecimento de forma clara e didática e contribuir para a educação da população.

Inscreva-se
e receba novos conteúdos

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies