Meningite: o que é, causas e como se prevenir?

88

Meningite: o que é, causas e como se prevenir?

88 visualizações

A meningite é uma inflamação grave das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, gerando sintomas como dor de cabeça intensa, febre, náuseas e rigidez do pescoço. Ela pode ser causada por vírus ou bactérias, que nesses casos são mais graves. 

No Brasil, segundo a OMS, são esperados casos de meningite ao logo de todo ano, com surtos e epidemias ocasionais. A meningite bacteriana é mais comum no outono-inverno e a viral na primavera-verão. 

Transmissão 

  • Meningite bacteriana – transmissão de uma pessoa para outra por meio das vias respiratórias, por gotículas e secreções do nariz e da garganta. Já outras bactérias podem se espalhar por meio dos alimentos 
  • Meningite viral – pode ser transmitida de diversas maneiras, a depender do vírus causador da doença (transmissão por contato) 

Sintomas 

  • Dor de cabeça muito forte 
  • Febre Alta 
  • Vômitos 
  • Confusão Mental 
  • Cansaço  
  • Falta de apetite 
  • Rigidez no pescoço 

Diagnóstico 

Se houver suspeita de meningite, o médico solicitará a coleta de amostras de sangue e líquido cerebroespinhal (líquor). O diagnóstico precoce é importante para a identificação do agente, assim o médico consegue saber exatamente qual tratamento seguir. 

Tratamentos 

Por ser uma inflamação que afeta estruturas do sistema nervoso central, a meningite deve ser identificada o mais rápido possível. Nos casos suspeitos, é realizada a internação hospitalar para tratamento. Por isso, é de extrema importância ir ao pronto-socorro com urgência, quando houver suspeita de um caso. 

Prevenção 

A melhor forma de se proteger contra a meningite é manter a caderneta de vacinação em dia. Conforme o Calendário Nacional de Vacinação, há quatro vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) que protegem contra a meningite: BCG, Pentavalente, Pneumocócica 10 valente e Meningocócica C.  

Além da vacinação, seguir algumas medidas básicas também ajudam a prevenir a doença: 

  • Lavar bem as mãos, principalmente antes de preparar alimentos 
  • Cobrir boca e nariz ao espirrar 
  • Lavar bem os objetos pessoais 
  • Evitar contato com doentes 
  • Evitar aglomerações  
  • Manter os ambientes ventilados e limpos 

Adote os cuidados básicos e deixe sempre sua carteirinha de vacinação em dia! Prevenção é sempre o melhor caminho! 

#TodosContraMeningite #MDSTips  

Fontes: 

https://saude.gov.br/saude-de-a-z/meningites

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0021-75572007000300006&script=sci_arttext&tlng=pt

A meningite é uma inflamação grave das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, gerando sintomas como dor de cabeça intensa, febre, náuseas e rigidez do pescoço. Ela pode ser causada por vírus ou bactérias, que nesses casos são mais graves. 

No Brasil, segundo a OMS, são esperados casos de meningite ao logo de todo ano, com surtos e epidemias ocasionais. A meningite bacteriana é mais comum no outono-inverno e a viral na primavera-verão. 

Transmissão 

  • Meningite bacteriana – transmissão de uma pessoa para outra por meio das vias respiratórias, por gotículas e secreções do nariz e da garganta. Já outras bactérias podem se espalhar por meio dos alimentos 
  • Meningite viral – pode ser transmitida de diversas maneiras, a depender do vírus causador da doença (transmissão por contato) 

Sintomas 

  • Dor de cabeça muito forte 
  • Febre Alta 
  • Vômitos 
  • Confusão Mental 
  • Cansaço  
  • Falta de apetite 
  • Rigidez no pescoço 

Diagnóstico 

Se houver suspeita de meningite, o médico solicitará a coleta de amostras de sangue e líquido cerebroespinhal (líquor). O diagnóstico precoce é importante para a identificação do agente, assim o médico consegue saber exatamente qual tratamento seguir. 

Tratamentos 

Por ser uma inflamação que afeta estruturas do sistema nervoso central, a meningite deve ser identificada o mais rápido possível. Nos casos suspeitos, é realizada a internação hospitalar para tratamento. Por isso, é de extrema importância ir ao pronto-socorro com urgência, quando houver suspeita de um caso. 

Prevenção 

A melhor forma de se proteger contra a meningite é manter a caderneta de vacinação em dia. Conforme o Calendário Nacional de Vacinação, há quatro vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) que protegem contra a meningite: BCG, Pentavalente, Pneumocócica 10 valente e Meningocócica C.  

Além da vacinação, seguir algumas medidas básicas também ajudam a prevenir a doença: 

  • Lavar bem as mãos, principalmente antes de preparar alimentos 
  • Cobrir boca e nariz ao espirrar 
  • Lavar bem os objetos pessoais 
  • Evitar contato com doentes 
  • Evitar aglomerações  
  • Manter os ambientes ventilados e limpos 

Adote os cuidados básicos e deixe sempre sua carteirinha de vacinação em dia! Prevenção é sempre o melhor caminho! 

#TodosContraMeningite #MDSTips  

Fontes: 

https://saude.gov.br/saude-de-a-z/meningites

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0021-75572007000300006&script=sci_arttext&tlng=pt

Últimas Publicações

Veja Nossos Vídeos

O De Bem com a Vida é um portal dedicado a reunir e disseminar boas práticas para saúde, bem-estar e qualidade de vida. Por meio de cartilhas e conteúdo, a plataforma traz informações atualizadas sobre o setor – notícias, legislação, dicas e muito mais. Além de agregar os insights e novidades em alta, o portal é atualizado mensalmente com campanhas de saúde e conscientização. O objetivo é compartilhar conhecimento de forma clara e didática e contribuir para a educação da população.

Inscreva-se
e receba novos conteúdos

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies