Março azul-marinho: mês de prevenção do câncer colorretal

99

Março azul-marinho: mês de prevenção do câncer colorretal

99 visualizações

Já ouviu falar do março azul-marinho? Esse mês foi escolhido para promover uma campanha de conscientização e prevenção do câncer colorretal.  

Para você ter ideia, no Brasil, estimam-se para cada ano do triênio de 2020-2022, 40.990 novos casos de câncer de cólon e reto que podem atingir homens e mulheres.  

Só em 2018, 9.608 homens e 9.995 mulheres morreram por essa doença.  

O que é câncer colorretal? 

Os tumores afetam o intestino, desde intestino grosso – conhecido como cólon-, até o final do intestino, o reto.  

De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), a maior parte dos tumores se originam de pólipos, que são pequenas lesões na parede interna do intestino. 

É importante saber que a maioria dos casos tem tratamento e, se detectado precocemente, tem grandes chances de cura.  

Fatores de risco 

  • Idade igual ou superior a 50 anos 
  • Histórico familiar, em primeiro grau, de pólipos ou câncer de intestino 
  • Portadores de doenças inflamatórias do colón e do reto, como por exemplo a retocolite ulcerativa ou doença de Crohn 
  • Excesso de peso corporal 
  • Tabagismo 
  • Sedentarismo 
  • Consumo excessivo de álcool 
  • Maus hábitos alimentares  
  • Consumo elevado de carnes processadas por exemplo, salsicha, mortadela, linguiça, presunto, bacon, peito de peru, salame. 

Principais sintomas  

  • Sangue nas fezes e/ou fezes finas 
  • dor ou desconforto abdominal 
  • Sensação de que o intestino não é completamente esvaziado 
  • Perda de peso sem um motivo específico 
  • Mudança repentina nos hábitos intestinais
  • Diarreia ou constipação 
  • Anemia 

Fique alerta! 

Os sinais e sintomas também estão presentes em problemas como hemorroidas, verminose, úlcera gástrica, entre outros. Se apresentar algum desses sintomas, não deixe de buscar uma avaliação médica.  

A prevenção ainda é a melhor opção 

  • Mantenha o peso dentro dos limites da normalidade 
  • Pratique atividade física rotineiramente 
  • Se alimente de forma mais saudável, principalmente com alimentos in natura e minimamente processados, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, grãos e sementes. 

 

Mantenha-se alerta e saudável! A prevenção é sempre o melhor caminho! 

#MarçoAzulMarinho #MDSTips  

Já ouviu falar do março azul-marinho? Esse mês foi escolhido para promover uma campanha de conscientização e prevenção do câncer colorretal.  

Para você ter ideia, no Brasil, estimam-se para cada ano do triênio de 2020-2022, 40.990 novos casos de câncer de cólon e reto que podem atingir homens e mulheres.  

Só em 2018, 9.608 homens e 9.995 mulheres morreram por essa doença.  

O que é câncer colorretal? 

Os tumores afetam o intestino, desde intestino grosso – conhecido como cólon-, até o final do intestino, o reto.  

De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), a maior parte dos tumores se originam de pólipos, que são pequenas lesões na parede interna do intestino. 

É importante saber que a maioria dos casos tem tratamento e, se detectado precocemente, tem grandes chances de cura.  

Fatores de risco 

  • Idade igual ou superior a 50 anos 
  • Histórico familiar, em primeiro grau, de pólipos ou câncer de intestino 
  • Portadores de doenças inflamatórias do colón e do reto, como por exemplo a retocolite ulcerativa ou doença de Crohn 
  • Excesso de peso corporal 
  • Tabagismo 
  • Sedentarismo 
  • Consumo excessivo de álcool 
  • Maus hábitos alimentares  
  • Consumo elevado de carnes processadas por exemplo, salsicha, mortadela, linguiça, presunto, bacon, peito de peru, salame. 

Principais sintomas  

  • Sangue nas fezes e/ou fezes finas 
  • dor ou desconforto abdominal 
  • Sensação de que o intestino não é completamente esvaziado 
  • Perda de peso sem um motivo específico 
  • Mudança repentina nos hábitos intestinais
  • Diarreia ou constipação 
  • Anemia 

Fique alerta! 

Os sinais e sintomas também estão presentes em problemas como hemorroidas, verminose, úlcera gástrica, entre outros. Se apresentar algum desses sintomas, não deixe de buscar uma avaliação médica.  

A prevenção ainda é a melhor opção 

  • Mantenha o peso dentro dos limites da normalidade 
  • Pratique atividade física rotineiramente 
  • Se alimente de forma mais saudável, principalmente com alimentos in natura e minimamente processados, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, grãos e sementes. 

 

Mantenha-se alerta e saudável! A prevenção é sempre o melhor caminho! 

#MarçoAzulMarinho #MDSTips  

Últimas Publicações

Veja Nossos Vídeos

O De Bem com a Vida é um portal dedicado a reunir e disseminar boas práticas para saúde, bem-estar e qualidade de vida. Por meio de cartilhas e conteúdo, a plataforma traz informações atualizadas sobre o setor – notícias, legislação, dicas e muito mais. Além de agregar os insights e novidades em alta, o portal é atualizado mensalmente com campanhas de saúde e conscientização. O objetivo é compartilhar conhecimento de forma clara e didática e contribuir para a educação da população.

Inscreva-se
e receba novos conteúdos

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies