Autismo: Respeito, Inclusão e Tolerância

123

Autismo: Respeito, Inclusão e Tolerância

123 visualizações

2 de abril é o Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Criado pelas Nações Unidas no ano de 2007, a data tem como objetivo levar informação à população e reduzir o preconceito contra os indivíduos que apresentam o Transtorno de Espectro Autista (TEA). 

Autismo é um termo utilizado para descrever um grupo de alterações neuro cognitivas no desenvolvimento da pessoa, e está relacionado ao desenvolvimento motor, da linguagem e comportamental.   

Você sabia? 

Os primeiros sinais podem aparecer no primeiro ano de vida, e o autismo chega a ser quatro vezes mais comum em meninos do que em meninas. Estima-se que 1 a cada 110 crianças tenha o transtorno. 

Sinais e sintomas 

No geral, um indivíduo com transtorno do espectro autista pode apresentar os seguintes sinais:  

  • Dificuldade para interagir socialmente, como manter o contato visual, identificar expressões faciais e compreender gestos comunicativos, expressar as próprias emoções e fazer amigos  
  • Dificuldade na comunicação, caracterizado por uso repetitivo da linguagem e dificuldade para iniciar e manter um diálogo  
  • Alterações comportamentais, como manias, apego excessivo a rotinas, ações repetitivas, interesse intenso em coisas específicas e dificuldade de imaginação  

Causas 

As causas exatas para o desenvolvimento do autismo ainda são desconhecidas, porém essa é uma área de pesquisa ativa. Acredita-se que esteja relacionado a uma predisposição genética e alguns fatores externos como infecções virais. 

Diagnóstico 

O diagnóstico precisa ser realizado por um profissional capacitado, sendo os mais qualificados neurologistas e psiquiatras. O tipo de profissional vai variar de acordo com a idade da pessoa a ser avaliada. 

Tipos de Autismo 

  • Autismo Clássico: caracterizado por dificuldades com a comunicação, interação social e comportamentos repetitivos 
  • Síndrome de Heller: também conhecida como Transtorno Desintegrativo da Infância, se manifesta como uma regressão acentuada no desenvolvimento da criança. O tempo da regressão do desenvolvimento pode variar, sendo abrupto ou mais lento de acordo com cada caso. Mas no geral, antes dos 10 anos, a criança com Transtorno Desintegrativo da Infância perde as habilidades já adquiridas em pelo menos duas das seguintes áreas: linguagem (expressiva ou receptiva), habilidades sociais, comportamento adaptativo, controle esfincteriano, as habilidades motoras e habilidade para jogos e brincadeiras. 
  • Asperger: pessoas com Síndrome de Asperger possuem inteligência média ou acima da média. Eles geralmente não têm dificuldades de aprendizagem que muitas pessoas autistas têm, mas podem ter dificuldades específicas de aprendizagem. Eles têm menos problemas com a fala, mas ainda podem ter dificuldades em entender e processar a linguagem. 

Tratamento 

Embora ainda não tenha cura, o TEA pode ser tratado de inúmeras formas. Com apoio de uma equipe multidisciplinar que inclui diversos profissionais como psicólogos, fonoaudiólogos, médicos e fisioterapeutas, a criança pode desenvolver formas de se comunicar socialmente e de ter maior estabilidade emocional. 

O Autismo é uma condição, não uma doença! 

Fontes: 

https://upi.ufv.br/informativo/02-de-abril-dia-mundial-da-conscientizacao-do-autismo/

https://autismoerealidade.org.br/2019/07/31/qual-especialista-diagnostica-o-autismo/
https://www.vittude.com/blog/sindrome-de-asperger/

Sou Paciente – Transtorno do Espectro Autista (TEA) na criança (saude.gov.br) 

Dsm-iv: Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Editora Artes Médicas, Porto Alegre, 2002. Fernandes, F. Dicionário Brasileiro Contemporâneo. Edições Melhoramentos. São Paulo, 1865. 

2 de abril é o Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Criado pelas Nações Unidas no ano de 2007, a data tem como objetivo levar informação à população e reduzir o preconceito contra os indivíduos que apresentam o Transtorno de Espectro Autista (TEA). 

Autismo é um termo utilizado para descrever um grupo de alterações neuro cognitivas no desenvolvimento da pessoa, e está relacionado ao desenvolvimento motor, da linguagem e comportamental.   

Você sabia? 

Os primeiros sinais podem aparecer no primeiro ano de vida, e o autismo chega a ser quatro vezes mais comum em meninos do que em meninas. Estima-se que 1 a cada 110 crianças tenha o transtorno. 

Sinais e sintomas 

No geral, um indivíduo com transtorno do espectro autista pode apresentar os seguintes sinais:  

  • Dificuldade para interagir socialmente, como manter o contato visual, identificar expressões faciais e compreender gestos comunicativos, expressar as próprias emoções e fazer amigos  
  • Dificuldade na comunicação, caracterizado por uso repetitivo da linguagem e dificuldade para iniciar e manter um diálogo  
  • Alterações comportamentais, como manias, apego excessivo a rotinas, ações repetitivas, interesse intenso em coisas específicas e dificuldade de imaginação  

Causas 

As causas exatas para o desenvolvimento do autismo ainda são desconhecidas, porém essa é uma área de pesquisa ativa. Acredita-se que esteja relacionado a uma predisposição genética e alguns fatores externos como infecções virais. 

Diagnóstico 

O diagnóstico precisa ser realizado por um profissional capacitado, sendo os mais qualificados neurologistas e psiquiatras. O tipo de profissional vai variar de acordo com a idade da pessoa a ser avaliada. 

Tipos de Autismo 

  • Autismo Clássico: caracterizado por dificuldades com a comunicação, interação social e comportamentos repetitivos 
  • Síndrome de Heller: também conhecida como Transtorno Desintegrativo da Infância, se manifesta como uma regressão acentuada no desenvolvimento da criança. O tempo da regressão do desenvolvimento pode variar, sendo abrupto ou mais lento de acordo com cada caso. Mas no geral, antes dos 10 anos, a criança com Transtorno Desintegrativo da Infância perde as habilidades já adquiridas em pelo menos duas das seguintes áreas: linguagem (expressiva ou receptiva), habilidades sociais, comportamento adaptativo, controle esfincteriano, as habilidades motoras e habilidade para jogos e brincadeiras. 
  • Asperger: pessoas com Síndrome de Asperger possuem inteligência média ou acima da média. Eles geralmente não têm dificuldades de aprendizagem que muitas pessoas autistas têm, mas podem ter dificuldades específicas de aprendizagem. Eles têm menos problemas com a fala, mas ainda podem ter dificuldades em entender e processar a linguagem. 

Tratamento 

Embora ainda não tenha cura, o TEA pode ser tratado de inúmeras formas. Com apoio de uma equipe multidisciplinar que inclui diversos profissionais como psicólogos, fonoaudiólogos, médicos e fisioterapeutas, a criança pode desenvolver formas de se comunicar socialmente e de ter maior estabilidade emocional. 

O Autismo é uma condição, não uma doença! 

Fontes: 

https://upi.ufv.br/informativo/02-de-abril-dia-mundial-da-conscientizacao-do-autismo/

https://autismoerealidade.org.br/2019/07/31/qual-especialista-diagnostica-o-autismo/
https://www.vittude.com/blog/sindrome-de-asperger/

Sou Paciente – Transtorno do Espectro Autista (TEA) na criança (saude.gov.br) 

Dsm-iv: Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Editora Artes Médicas, Porto Alegre, 2002. Fernandes, F. Dicionário Brasileiro Contemporâneo. Edições Melhoramentos. São Paulo, 1865. 

Últimas Publicações

Veja Nossos Vídeos

O De Bem com a Vida é um portal dedicado a reunir e disseminar boas práticas para saúde, bem-estar e qualidade de vida. Por meio de cartilhas e conteúdo, a plataforma traz informações atualizadas sobre o setor – notícias, legislação, dicas e muito mais. Além de agregar os insights e novidades em alta, o portal é atualizado mensalmente com campanhas de saúde e conscientização. O objetivo é compartilhar conhecimento de forma clara e didática e contribuir para a educação da população.

Inscreva-se
e receba novos conteúdos

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies