Abril: mês da conscientização (e cuidados redobrados) contra a Hipertensão

Qual foi a última vez que você checou a sua pressão arterial?

14

Abril: mês da conscientização (e cuidados redobrados) contra a Hipertensão

Qual foi a última vez que você checou a sua pressão arterial?

14 visualizações

No mês da prevenção e combate à Hipertensão Arterial, sabemos que é mais do que válido reforçar a importância do diagnóstico preventivo da doença, mas também precisamos ter em mente que os cuidados devem ser constantes. E por mais que você nunca tenha sentido qualquer sintoma que indicasse que sua pressão estivesse alta, a checagem contínua é essencial, combinado? 

O primeiro passo é descobrir se sua pressão está adequada ou acima do que deveria. Se os níveis da pressão arterial de uma pessoa forem frequentemente iguais ou superiores a 14/9, eles já podem indicar hipertensão. Na medição, o primeiro número se refere à pressão máxima ou sistólica, que corresponde à contração do coração e o segundo, à pressão do movimento de diástole, ou seja, quando o coração relaxa. 

É fundamental diagnosticar a origem do problema para que se inicie o tratamento adequado e para que as mudanças de hábitos para uma vida mais saudável sejam colocadas em prática.  

A Hipertensão Arterial pode ser primária, quando é geneticamente determinada, ou secundária, quando é decorrente de outros problemas de saúde, como doenças renais, da tireoide ou das suprarrenais.  

Quais sintomas devem acender o sinal de alerta? 

A hipertensão geralmente é silenciosa, por isso é tão importante medir a pressão arterial regularmente, mas alguns sintomas podem indicar a doença:
Tontura;
– Falta de ar;
– Palpitações;
– Dor de cabeça frequente;
– Alteração na visão. 

Quais as principais causas que podem levar a hipertensão? 

Obesidade, histórico familiar, estresse e envelhecimento estão associados ao desenvolvimento da hipertensão. Aliás, você sabia que o sobrepeso e a obesidade podem acelerar em até 10 anos o aparecimento da doença? O consumo exagerado de sal, associado a hábitos alimentares não adequados também colaboram para o surgimento da hipertensão. 

Por que não baixar a guarda para a hipertensão? 

Se não tratada corretamente, a hipertensão pode levar a complicações como o derrame cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio e doença renal crônica. Além disso, a hipertensão pode ocasionar uma hipertrofia do músculo do coração, causando arritmia cardíaca.  

Apesar de não ter cura, ela pode ser controlada. Às vezes, o tratamento nem exige o uso de medicamentos, mas sim a adoção de um estilo de vida mais saudável. 

Agora que você já sabe mais sobre a hipertensão, aqui vão algumas dicas para sua prevenção e controle: 

– Mantenha um peso adequado e, se for necessário, mude hábitos alimentares evitando alimentos gordurosos; 

– Não abuse do sal. Existem tantos outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos, que tal dar uma chance para essas combinações que podem deixar as refeições deliciosas? 

– Pratique atividades físicas regularmente; 

– Cigarro não está com nada. É hora de abandonar o hábito; 

– Modere o consumo de álcool. 

Viu só como escolhas mais equilibradas podem transformar sua saúde?  

Cuide-se! 

No mês da prevenção e combate à Hipertensão Arterial, sabemos que é mais do que válido reforçar a importância do diagnóstico preventivo da doença, mas também precisamos ter em mente que os cuidados devem ser constantes. E por mais que você nunca tenha sentido qualquer sintoma que indicasse que sua pressão estivesse alta, a checagem contínua é essencial, combinado? 

O primeiro passo é descobrir se sua pressão está adequada ou acima do que deveria. Se os níveis da pressão arterial de uma pessoa forem frequentemente iguais ou superiores a 14/9, eles já podem indicar hipertensão. Na medição, o primeiro número se refere à pressão máxima ou sistólica, que corresponde à contração do coração e o segundo, à pressão do movimento de diástole, ou seja, quando o coração relaxa. 

É fundamental diagnosticar a origem do problema para que se inicie o tratamento adequado e para que as mudanças de hábitos para uma vida mais saudável sejam colocadas em prática.  

A Hipertensão Arterial pode ser primária, quando é geneticamente determinada, ou secundária, quando é decorrente de outros problemas de saúde, como doenças renais, da tireoide ou das suprarrenais.  

Quais sintomas devem acender o sinal de alerta? 

A hipertensão geralmente é silenciosa, por isso é tão importante medir a pressão arterial regularmente, mas alguns sintomas podem indicar a doença:
Tontura;
– Falta de ar;
– Palpitações;
– Dor de cabeça frequente;
– Alteração na visão. 

Quais as principais causas que podem levar a hipertensão? 

Obesidade, histórico familiar, estresse e envelhecimento estão associados ao desenvolvimento da hipertensão. Aliás, você sabia que o sobrepeso e a obesidade podem acelerar em até 10 anos o aparecimento da doença? O consumo exagerado de sal, associado a hábitos alimentares não adequados também colaboram para o surgimento da hipertensão. 

Por que não baixar a guarda para a hipertensão? 

Se não tratada corretamente, a hipertensão pode levar a complicações como o derrame cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio e doença renal crônica. Além disso, a hipertensão pode ocasionar uma hipertrofia do músculo do coração, causando arritmia cardíaca.  

Apesar de não ter cura, ela pode ser controlada. Às vezes, o tratamento nem exige o uso de medicamentos, mas sim a adoção de um estilo de vida mais saudável. 

Agora que você já sabe mais sobre a hipertensão, aqui vão algumas dicas para sua prevenção e controle: 

– Mantenha um peso adequado e, se for necessário, mude hábitos alimentares evitando alimentos gordurosos; 

– Não abuse do sal. Existem tantos outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos, que tal dar uma chance para essas combinações que podem deixar as refeições deliciosas? 

– Pratique atividades físicas regularmente; 

– Cigarro não está com nada. É hora de abandonar o hábito; 

– Modere o consumo de álcool. 

Viu só como escolhas mais equilibradas podem transformar sua saúde?  

Cuide-se! 

Últimas Publicações

Veja Nossos Vídeos

O De Bem com a Vida é um portal dedicado a reunir e disseminar boas práticas para saúde, bem-estar e qualidade de vida. Por meio de cartilhas e conteúdo, a plataforma traz informações atualizadas sobre o setor – notícias, legislação, dicas e muito mais. Além de agregar os insights e novidades em alta, o portal é atualizado mensalmente com campanhas de saúde e conscientização. O objetivo é compartilhar conhecimento de forma clara e didática e contribuir para a educação da população.

Inscreva-se
e receba novos conteúdos

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies